10 set 2017 às 14:01 UTC
Sebastian Lelio sobre trabalhar com Rachel McAdams & Weisz: “Foi uma espécie de epifânia para mim”

O diretor Sebastían Lelio participou de uma entrevista ao site CULTO, traduzimos especialmente os trechos que Sebastían conta como foi trabalhar com ambas as Rachel’s, confira!

Como você se lembra dos seus primeiros encontros com Rachel Weisz e Rachel McAdams?

O primeiro dia com elas foi um marco. Eu estava nervoso porque, no fundo, não sabia se ia existir química entre elas. Estava no final de um restaurante conversando com Rachel McAdams e, de longe, vejo Rachel Weisz andando. Ela se senta e elas começam a falar. Imediatamente me dei conta que haveria uma tremenda eletricidade entre elas. O fato de que elas eram tão diferentes iria funcionar perfeitamente para o jogo de atração e de magnetismo que o filme exige. Na minha perspectiva, ver as duas foi uma espécie de epifania.Vi que seria um filme vibrante e urgente. Percebi que seria tremendamente poderoso observar o duelo de atuação entre elas.

Quão diferentes são elas?

A primeira sensação que tive ao trabalhar com Rachel Weisz era de que estava diante de uma força da natureza, alguém de personalidade vulcânica. Por outro lado, Rachel McAdams é muito meticulosa. Ela estuda muito e é como uma especialista em disfarce, escondendo-se atrás da peruca e da maquiagem. Parece-me que, no final, ela lidou com todas as complexidades de seu personagem com uma elegância única. Eles são muito diferentes e se encaixam perfeitamente nos personagens, que são complementares e homólogos ao mesmo tempo.

Nenhum comentário em “Sebastian Lelio sobre trabalhar com Rachel McAdams & Weisz: “Foi uma espécie de epifânia para mim””


Comentar






Autor: becky
Arquivado em:
Notícias

Últimas fotos adicionadas na Galeria