16 out 2016 às 21:26 UTC
Rachel fala sobre Doutor Estranho para o All Film

Via: All Film

A Rachel concedeu uma entrevista ao site All Film, onde ela falou sobre sua preparação para interpretar uma médica, sua relação com Benedict e muito mais! Confira abaixo:

Ao ouvir o nome de Christine Palmer como o papel realizado por Rachel McAdams em Doutor Estranho, é claro, alguns fãs de quadrinhos da Marvel irão pensar que McAdams irá interpretar uma personagem dos quadrinhos chamada Enfermeira da Noite.

Em suma, “Enfermeira da Noite” apareceu pela primeira vez como o título da série criada por Jean Thomas em 1972 (Night Nurse Vol. 1). Christine é uma das enfermeiras que trabalham no Hospital Metro-Geral e se reune com as colegas, Linda Carter e Georgia Jenkins. Mas a figura de Enfermeira da Noite conhecida como uma médica que, muitas vezes ajuda a tratar a super heroína da Marvel, Linda Carter, que também está envolvida romanticamente com Stephen Strange nos quadrinhos. McAdams tinha falado sobre a relação entre os personagens do filme com o personagem principal pertence a Benedict Cumberbatch, não é surpresa que as várias especulações em seguida, aparece.

 Kevin Feige negou que a Christine Palmer interpretada por McAdams seja a Enfermeira da Noite, ele disse à EW, “Essa história não entra em jogo no nosso filme. E, assim como os fãs, nós nos divertimos fazendo uma variedade de especulações.” Mas isso não é de forma nenhuma um papel pequeno da McAdams em Doutor Estranho. Pelo contrário, a atriz – que é conhecida como a estrela de Meninas Malvadas, Sherlock Holmes e o vencedor do Oscar Spotlight – tem sensação de que sua personagem tem uma relação única com o cirurgião que mais tarde se tornou mágico.

McAdams acabou com a nossa própria curiosidade sobre sua personagem, Christine Palmer, então leia a entrevista abaixo!

Conte-me sobre o personagem que você interpreta e a relação com Stephen Strange.
Eu interpreto a Dra. Christine Palmer, que era um médica de cirurgia cárdio-torácica da emergência, no Hospital Metropolitano de Nova York. Stephen é um cirurgião neurológico do cérebro no mesmo hospital. Eles são ex-amantes quando entram na história, então começamos no fim de seu relacionamento, o que o torna um pouco diferente. Esta não é uma clássica história de amor, que eu acho que é muito original.

Por que você ficou interessada em assumir esse papel?
Sendo uma parte da Marvel Cinematic Universe é uma coisa muito emocionante. Eu amo o jeito que eles fazem filmes. Você pode trabalhar com os melhores do mundo. Tudo é sofisticado e você tem tempo de sobra para fazer tudo parecer fantástico, uma vez crível. Tudo isso é um cinema de alta qualidade e eu estou contente de fazer parte disso.

Você fez alguma pesquisa para sua personagem?
Eu li alguns quadrinhos. Scott Derrickson, o diretor, me disse para ler “O Juramento” [série de quadrinhos limitada do Doutor Estranho: O Juramento, escrito por Brian K. Vaughan desde 2006-2007] especificamente. Ele sentiu que o título seria mais útil para construir minha personagem. Christine Palmer não entrou para o mundo de super-herói aqui. Ela ainda estava no mundo real, em hospitais, no mundo médico. Para mim foi muito interessante para conhecer termos estranhos do personagem cômico e ver onde ele pode ir.

Como é interpretar uma personagem que já é conhecida por muitas pessoas?
Obviamente, há pressão para aproximar a impressão de que foi propriedade do povo seria este personagem. Eu tive sorte que meus personagens deste filme é uma espécie de combinação de várias mulheres em quadrinhos e também própria criação de Scott. Então, na verdade o ponto de partida para mim é figuras bastante originais.

Você e Benedict Cumberbatch interpretam o cirurgiões. Como vocês se prepararam para interpretarem médicos?
Sim, nós acompanhamos vários médicos especialistas que foram excelentes. Ben sempre quis fazer perguntas a eles. Trabalhamos com fantoches, e não usamos coração ou cérebros verdadeiros, mas Benedict sempre quis saber o que estava acontecendo em cada uma das artérias e válvulas e assim por diante!

Como você e Ben construíram sua dinâmica com os personagens?
Agora, após o filme ter acabado, eu sinto que a relação é muito mais emocional do que eu estava esperando. Deixamos que a relação se tornasse o que ela quisesse. Tivemos um longo caminho, a partir do momento em que eles ainda são bons amigos e colegas. Eles têm uma relação confortável, uma equipe que é capaz de igualar cada linha em termos de energia e ambição. Eles desafiam uns aos outros de uma forma positiva. Então a vida de Strange começou a se desintegrar, sua relação tornou-se mais difícil. Eles são tão alienados e eles vão encontrar o seu caminho um para o outro, mas de uma forma inesperada. Há muitos aspectos que podemos interpretar, e isso é divertido.

E como foi trabalhar com Scott Derrickson?
Este filme é uma máquina que funciona sem problemas. Nunca parecia muito grande. Ele sempre faz todo mundo se sentir mais íntimo. Seu entusiasmo e sua paixão pelo Doutor Estranho é muito real. Ele fez um monte de preparação antes de iniciar este projeto para que eu me sentisse que estavam em mãos de confiança. Ele sabe o que quer e tudo está claro. Por isso é fácil para mim vir e trabalhar. Scott foi muito positivo e foi muito divertido trabalhar juntos.

Você acha que a sua experiência de fazer filmes de terror influenciou o tom deste filme?
Quando falamos sobre este projeto, ele disse que queria que o filme fosse bastante escuro e mal-humorado e haveria algum tipo de luz que atravessaria a escuridão que vem de várias figuras ou peças definidas. Portanto, este filme vai conter a melancolia que deu qualidade a isso que é muito emocionante, mas seria injetar humor e um toque de luz, e um monte de elementos humanos. Uma excelente combinação dos mesmos.

Em conclusão, você gostou de ser chamada pela Marvel para fazer este filme?
Sim, fiquei muito lisonjeada e até senti calafrios. Eu gosto de ser um espectador de filmes da Marvel de modo de que estar na tela para eles é uma experiência surreal e alucinante. Eu ainda tenho que me beliscar! Me sinto muito feliz de que eu pude trabalhar com o elenco e diretor do filme.

Nenhum comentário em “Rachel fala sobre Doutor Estranho para o All Film”


Comentar






Autor: Allie
Arquivado em:
Matérias, Notícias

Últimas fotos adicionadas na Galeria