16 out 2016 às 13:16 UTC
6 livros recomendados por Rachel McAdams

Via: Bookbub

Desde seu papel de estreia em “Mean Girls” de 2004, a atriz canadense Rachel McAdams ganhou corações em filmes como “The Notebook” e Doutor Estranho deste outono. Mas quando ela não está atuando, ela gosta de um bom romance, tanto quanto o resto de nós – tanto que a Associação Americana de Bibliotecas a colocou em um de seus cartazes de celebridades. Confira alguns dos favoritos da estrela – incluindo uma variedade de humor, histórias de amor, e não ficção – completa com descrições das editoras abaixo:

Verão pródigo por Barbara Kingsolver – ‘Verão pródigo’ trata da vida, no sentido mais amplo da palavra. Kingsolver tece em um único fio três histórias de amor humano no centro de uma tapeçaria mais ampla de vidas que habitam as florestas nas montanhas e as pequenas fazendas que lutam para se manter no sul dos Montes Apalaches. Diana Wolfe, uma reclusa bióloga, Eddie Bondo, um jovem caçador, Lusa Maluf Landowski, fazendeira, e um casal de vizinhos idosos, dão vida a esse romance que se passa em um longo verão úmido quando suas vidas se cruzam e são obrigados a dividir o mesmo espaço com a fauna e a flora dos Montes Apalaches.

Recomendação da McAdams: “Eu absolutamente me apaixonei por este livro. Eu não acho que saí da cama por uns três dias – Eu estava apenas comendo o livro”, ela disse em uma entrevista com Marie Claire, acrescentando que a história do casal era uma das “mais quentes histórias de amor “que ela já leu.

Engolido pelas labaredas por David Sedaris -Maior fenômeno da literatura humorística dos Estados Unidos nos últimos anos, David Sedaris nos mostra mais uma vez sua habilidade em transformar a vida cotidiana – no caso, a sua – numa aventura hilariante. Nesta que é a sua sexta compilação de relatos autobiográficos, ele relata desde a sua típica infância de classe média nos subúrbios americanos à sua juventude errante, em que morou em diversas cidades e lugares. Dando liga às histórias, entram em cena personagens de todos os tipos, que chamam a atenção por sua excentricidade.

Recomendação da McAdams:Não é sempre que um escritor me faz rir em voz alta, mas Sedaris faz. Ele me leva às lágrimas. Chega no ponto em que eu não posso ler a sua escrita em público, porque as pessoas pensam que eu estou tendo algum tipo de crise.

Religião para ateus por Alain Botton -Religião para ateus, a obra mais recente do autor, parte da premissa de que, com ou sem fé, é possível encontrar aspectos úteis, interessantes e consoladores nas religiões. E examina as possibilidades de transferir algumas dessas ideias e práticas para a vida secular. Nesse livro provocante e original, Alain de Botton sugere que a sociedade contemporânea tem muito a aprender com as religiões ao tratar de questões como vida em comunidade, moralidade, educação e arte. Ao descartar os dogmas e o sobrenatural, o livro resgata uma sabedoria que pertence a toda a humanidade, inclusive aos mais céticos.

Recomendação da McAdams: “Me fez pensar que eu possa voltar para a religião. Seus livros se tornaram grampos.

WE – A chave da psicologia do amor por Robert A. Johnson – O tema de ‘We’ inspira-se na história de Tristão e Isolda para analisar a jornada heroica que homens e mulheres enfrentam no relacionamento.

Recomendação da McAdams:Eu senti o poder depois de ler este livro. Eu tenho mais respeito por ‘amor verdadeiro’ e mais autoconfiança sobre encontrá-lo”
A mulher do viajante do tempo por Audrey Niffenegger – Quando se conhecem, Henry tem 28 anos e Clare, vinte. Ele é um moderno bibliotecário; ela, uma linda estudante de arte. Os dois se apaixonam, se casam e passam a perseguir os objetivos comuns à maioria dos casais: filhos, bons amigos, um trabalho gratificante. Mas o seu casamento nunca poderá ser normal. Henry sofre de um distúrbio genético raro e de tempos em tempos, seu relógio biológico dá uma guinada para frente ou para trás, e ele então é capaz de viajar no tempo, levado a momentos emocionalmente importantes de sua vida, no passado ou no futuro. Os deslocamentos são imprevisíveis e Henry é incapaz de controlá-los. A cada viagem, ele tem uma idade diferente e precisa se readaptar mais uma vez à própria vida. E Clare, para quem o tempo passa normalmente, tem de aprender a conviver com a ausência de Henry e com o caráter inusitado de sua relação. Em A Mulher do Viajante no Tempo, a autora mostra com muita sensibilidade, inteligência e bom humor que o verdadeiro amor é capaz de transpor todas as barreiras – inclusive a mais implacável de todas: o tempo.
Recomendação da McAdams: “Eu só caí de cabeça por amor à esse livro.”
David Boring por Daniel Clowes Conheça David “Chato” Boring: um guarda de segurança de dezenove anos de idade, com uma vida no interior torturada e natureza obsessiva. Quando ele conhece a garota dos seus sonhos, as coisas começam a dar errado: o que parece bom demais para ser verdade, aparentemente, é. E o que parece mais verdadeiro na vida de Boring é que, dado o direito conjunto de circunstâncias (neste caso, uma cascata orgia de vingança, humilhação e assassinatos) a natureza primária da humanidade virá inexoravelmente à tona.
Recomendação da McAdams: “Eu ainda não posso acreditar o quão profundamente você pode entrar  nestes romances, que eu, infelizmente, os descartei como livros ilustrados. A emoção transmitida nas ilustrações é tão intensa – a experiência é uma forma totalmente nova de leitura”.
Se quiser comprar algum desses livros, o link para compra está no título de cada livro. Dos seis livros que a Rachel indicou, cinco tem edições brasileiras. Vale a pena conferir!

 

 

Nenhum comentário em “6 livros recomendados por Rachel McAdams”


Comentar






Autor: Allie
Arquivado em:
Matérias, Notícias

Últimas fotos adicionadas na Galeria